quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Jurassic Park

Jurassic Park - Michael Crichton



Sinopse


Uma impressionante técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré históricos foi descoberta. Finalmente uma das maiores fantasias da mente humana, algo que parecia impossível, tornou-se realidade. Agora criaturas extintas há eras podem ser vistas de perto, para o fascínio e o encantamento do público.

Até que algo sair do controle.

Em Jurassic Park, escrito em 1990 por Michael Crichton, questões de bioética e a teoria do caos funcionam como pano de fundo para uma trama de aventura e luta pela sobrevivência. O livro inspirou o filme homônimo de 1993, dirigido por Spielberg, uma das maiores bilheterias dos cinemas de todos os tempos.

 " Em Jurassic Park, a dimensão do talento de Michael ultrapassa até mesmo a de seus dinossauros."
Steven spielberg

" Um hábil thriller científico... Um pesadelo mordaz, em que a ciência corre solta."
The Wall Street Jouunal



Minha Opinião




Um dos melhores livros que já li! Já li algumas críticas negativas, mas isso não me fez mudar de ideia, ainda mais quando comparamos com a época em que foi escrito.


Crichton foi simplesmente um escritor fantástico. O fato de ser médico ajudou a escrever termos técnicos e discorrer sobre fatores que fizeram muita diferença no desenrolar da história (me amarro nisso!).

Crichton não era desses escritores que deixa o leitor 'boiando', ele sabia como usar as palavras de modo a fazer o leitor não apenas entender, mas se envolver no que é contado. Ele explica como funcionam as técnicas de melhoramento genético utilizadas e outras coisas, como a Teoria do Caos por exemplo. 

Tudo gira em torno de um cara super rico que deseja trazer à vida aqueles seres gigantes que deixaram de existir há muito, muito, mas muito tempo. Isso mesmo, os Dinossauros! Isso foi possível graças a clonagem do DNA de insetos preservados em âmbar pré-histórico. Na verdade ele estava pensando em  criar um parque temático onde os visitantes pudessem ter contato com esses seres sem correrem o risco de serem atacados pelos tais, mas antes mesmo da inauguração do parque, um Velociraptor* ataca um funcionário e este vai a óbito. Com receio de que algo esteja fora do lugar, ele chama alguns especialistas para analisarem  a situação, entre eles, um paleontólogo, um matemático e uma paleobotânica. O enredo também conta com os dois netinhos do cara rico, uma menina e um garotinho meio nerd e louco por dinossauros, além de outros personagens secundários que aparecem ao longo da história, dando sentido à mesma, como as crianças atacadas por uma espécie desconhecida nas proximidade da ilha dos dinossauros, médicos e outros pesquisadores.

Crichton narra a história de modo que nós, meros leitores, passamos a nos imaginar naquela ilha, talvez no passeio com os netos do ricaço maluco (John Hammond), ou na dscussão sobre o desligamento da cerca elétrica de segurança, ou mesmo descobrindo que as falhas no que viria a ser o perfeito mundo dos dinossauros teria partido de um suborno por parte de um rival de Hammond... Cara, o leitor se vê ali naquele lugar quando o T.Rex** escapa... Gente, você não consegue parar!

Resumindo, a ciência é algo incrivelmente cooperadora do bem e do sucesso, mas ela precisa ser interpretada e respeitada, e a ganância não consegue fazer isso, infelizmente. Acredito que a maior mensagem que o livro quer passar é isso de respeitar os limites da ciência e o tempo da natureza.

Sim, eu indico essa leitura!

*Gênero de dinossauros terópode que viveram aproximadamente de 75 a 71 milhões de anos atrás, durante a última parte do período Cretáceo. Duas espécies são reconhecidas atualmente, embora outras tenham sido atribuídas no passado

* É um Tiranossauro, ou seja,um gênero de dinossauros terópodas coelurossauros, que viveram durante o final do período cretáceo, há aproximadamente 65 milhões de anos, em toda a região que hoje é a América do Norte

0 comentários:

Postar um comentário