segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Água para Elefantes

Água para Elefantes - Sara Gruen



Sinopse


A VIDA É O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA

Desde que perdeu a esposa, Jacob Jankowshki vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas e fantasmas do passado. Durante 70 anos ele guardou um segredo: nunca falou a ninguém sobre sua juventude em que trabalhou num circo. Até agora.

Aos 23 anos, Jacob era um estudante de Veterinária, mas teve sua vida transformada após um acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem para onde ir, ele deixa a faculdade antes de fazer as provas finais e, desesperados, acaba pulando em um trem em movimento, o Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini, O maior Espetáculo da Terra.

Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofre nas mãos de Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o hora encantador, hora intratável chefe do setor dos animais.

É também sob lonas que ele se apaixona duas vezes: Primeiro por Marlena, a bela estrela do número de cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.
Água para elefantes é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos vrado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.


Sobre o livro


Como toda estudante de Veterinária (acredito eu), não resisti a palavra mágica da sinopse, "veterinária". rsrsrs... Sim, foi isso que me impulsionou à leitura dessa obra, até porque sou muito crítica quando se trata de sinopse, e essa não seria uma que me motivaria a ler, se não fosse a palavrinha mágica.

O bom de uma leitura é surpreender-se, e eu me surpreendi positivamente e por isso vou concordar, o livro é realmente envolvente!

Percebe-se durante a leitura que o pai de Jacob era veterinário e tinha um clínica, nos levando a supor que isso motivou Jacob na escolha da profisão. Já no fim do curso, Jacob perde os pais e descobre que os mesmo deviam muito ao Banco, o que lhe deixa em uma situação de extrema miséria.  Isso tudo cai como uma bomba na vida do jovem rapaz que sem cabeça para fazer as últimas provas sai sem rumo, como se quisesse fugir daquilo.

Sem noção do que estava fazendo, se joga no trem do circo de Tio Al, lá sofreu várias agressões, até que descobriram que ele era um 'quase veterinário' e aquilo soou como música aos ouvidos de Tio Al que sempre quis um veterinário, mas nunca quis pagar o preço justo pelo mesmo.

Sara expõe as condições deploráveis em que os funcionários circenses vivem naquela época, a crise que o continente passava e a decadência de todos os circos daquela época. Mais do que isso, ela monta um romance no meio de toda essa confusão. Sim, não é apenas Jacob que se apaixona por Marlena, ela também se apaixona por ele, e mesmo tentando resistirem a essa paixão...

Sobre a Elefanta Rosie: Nossa, é uma palhaça! Adora álcool e é desastrada...como apronta! A principio ela só dá gastos ao circo, mas depois que Jacob descobre seu segredo, ela vira uma das principais atrações do circo.

Sara narra a história de modo alternado, em um capítulo tem-se narrativas sobre a juventude de Jacob no circo, em outro, sua vida monótoma em uma casa de idosos,onde aos 90 ou 93 anos (ele não sabe ao certo) este vive apenas de recordações, sem no entanto jamais falar sobre seu assado a ninguém. Acredito que a autora teve a intenção de mostrar esse contraste entre as duas fases da vida do personagem, porque os capítulos que contam as aventuras do rapaz no circo são bem mais interessantes, talvez pelos acontecidos que por sua vez deixam o leitor aflito e o faz devorar o livro em minutos. Só adianto que é uma trama bastante envolvente e uma leitura bem gostosa.

0 comentários:

Postar um comentário