domingo, 18 de outubro de 2015

[Coleção Negra] Camaradas em Miami

Camaradas em Miami - José Latour



Sinopse


Menos de cento e cinquenta quilômetros de mar aberto separam a Florida de Cuba. Mas as quase cinco décadas de comunismo tornaram muto diferentes os dois paraísos tropicais. Enquanto Fidel Castro mantém uma relação simbiótica com o poder, apesar da saúde debilitada, que não lhe permite mais tragar seus adorados charutos, o povo continua a fazer grandes sacrifícios. Turistas estrangeiros lotam as praias do litoral cubano, injetando dólares na economia, ao passo que seus habitantes são vítimas das escassez de remédios, comida e até energia elétrica. Sob o governo de um homem à beira da morte, a maioria da população parece ter perdido as esperanças.

Há oito anos em Miami, Elliot Steil (protagonista de Mundos Sujos), ex-professor de inglês, é sócio da Imlatinex, empresa com negócios por toda a América Latina, com transações secretas com a Ilha. Elliot desfruta liberdade e segurança financeira inimagináveis em Cuba, e faz o possível para ajudar os familiares que deixou para trás.

Em Havana, a espiã Victoria Valiente, chefe da importante seção Miami do serviço secreto cubano, e o marido, Manuel Pardo, especialista em computadores, estão cansados de sacrifícios. Ciente das falhas do software usado para processar o ingresso de dólares no país, Manuel é bem-sucedido na execução de um golpe eletrônico. Com Victoria no alto escalão do mundo da espionagem, eles esperam não apenas roubar milhões, mas também enganar o Comandante e fugir para a liberdade via Miami.

Mas as ações do casal ocorrem em um mundo de espionagem tão competitivo quanto aquele do auge da Guerra Fria. Miami é um território disputado, repleto de agentes de ambos os governos, e os movimentos de Victoria e Manuel acabam chamando a atenção d um jardineiro muito esperto, de agentes secretos do FBI e de Elliot Steil.

Minha Opinião


Com tradução de Alexandre Raposo, Camaradas em Miami é um livro rápido (não no sentido de ser lido rapidamente, de ser curto, mas no sentido de ser um livro com uma 'pegada' mais veloz, os acontecimentos são ágeis, não existe bem uma parte te preparando para um clímax no final do livro). São 363 páginas que passam e um piscar de olhos.

A história contém dois núcleos principais, um em Havana (com o casal Manuel e Victoria) e outro e Miami (com os membros principais da Imlatinex). Sim, os dois núcleos se "juntam" do meio para o fim do livro. Foi essa divisão em núcleos que tornou a leitura mais dinâmica, no decorrer da trama íamos vendo as perspectiva de ambos os núcleos (alternando entre si).

O livro tem muitos elementos de um trama sobre espionagem. Aliás, é um livro também sobre espionagem. Sobre redes de espionagem, espiões internacionais e mercado internacional. Contudo, além de todas essa trama de espionagem, temos também uma abordagem interessante sobre a vida dos cubanos em Cuba (não, não é tão óbvio assim, rsrsrsrsrs) e nos Estados Unidos (em Miami, pra ser mais exato).

Vemos, nos dois núcleos, o contexto sócio-político com o qual os cubanos tem que lidar. Desde a dificuldade em se visitar os parentes/amigos que ficaram na ilha até as distorções do comunismo na Ilha. Pelo menos pra mim, que nunca tinha lido um livro ambientado em Cuba, foi bastante interessante conhecer a visão de alguém de dentro do regime, alguém cubano.

Ah, vale ressaltar que tanto Cuba quantos os EUA tem seus lados positivos e negativos. E ambos os lados estão presentes no livro. Então não é um livro anti-cuba ou anti-estadunidense.

E o final, é o final tão aberto que tem que ter uma continuação, senão ficam algumas dúvidas sem respostas. Tudo bem, que em filmes/livros com temática de espionagem não é difícil encontrarmos finais assim, onde se descobrem espiões infiltrados onde menos se imagina... Mas mesmo assim é um bom livro, a narrativa é boa e os personagens funcionam (alguns mais, outros menos, mas no geral é isso).

Sobre a Edição


Esse é mais um volume da Coleção Negra, coleção que "engloba" vários títulos de temática policial.

Possui 'orelhas' e páginas amarelas. Além disso, assim como em Alvo Virtual, em cada capítulo temos figurinhas representado algo sobre o capítulo a seguir. Gosto disso, acho que foi uma sacada legal da editora Record



E a capa é bem bonita, acho que uma das mais belas dessa coleção que vi até hoje.



Tenham uma boa leitura, e se já tiver lido esse livro deixe nos comentários o que achou, sempre gostamos de ouvir a sua opinião!
\o/

0 comentários:

Postar um comentário