domingo, 30 de novembro de 2014

Os Olhos do Dragão

Os Olhos do Dragão - Stephen King


Sinopse


Em um reino muito muito distante chamado Delain, o rei Rolando e sua esposa Sacha tiveram dois filhos, Pedro e Tomás. Todos os acontecimentos apontavam para um final feliz. Contudo, existia uma outra figura que não desejava tal felicidade, essa figura era Flagg, o feiticeiro do reino. Flagg queria tomar o poder do rei Rolando e sua família, e para tal toma atitudes que só poderiam vir de uma mente maligna e sem escrúpulos. Em meio a tramas e atos de heroísmos, você verá o real sentido da palavra realeza e se encantará com personagens dotados de uma lealdade sem igual.

Resenha


Bem, na obra Os olhos do dragão, temos a essência do King, ou seja, a sua capacidade de contar histórias. Não temos o terror ao qual o autor é associado na maioria das vezes. 

Ai você se pergunta: "Mas e essa capa? Nossa, que olhos malvados, esse dragão deve ser igual ao Smaug (do O hobbit) e vai sair matando geral..."

Mas ai que você se engana. Não se trata de uma história de dragões malvados. Se trata de uma história de forças malvadas, seres malvados. 

Com a intenção de escrever um livro que não seja sobre terror para a sua filha, Naomi King, Stehpen King consegue escrever uma obra com tons bem recorrentes, mas de uma maneira única, com personagens únicos e cativantes em sua maneira de ser.

No começo conhecemos um pouco do rei Rolando, de sua amável esposa Sacha, e seu filho Pedro.  Ah, e um pouco também sobre o reino de Delain e seu excelente mago, Flagg. 

Com o nascimento de Tomás, o irmão mais novo de Pedro, uma série de acontecimentos culminam na morte do rei Rolando, na prisão de Pedro e na coroação de Tomás como o novo rei de Delain. O que estava completamente nos planos de Flagg. Resta agora a Pedro, o único membro da realeza capaz de ajudar seu irmão, restabelecer a ordem no reino.

Repleto de personagens secundários importantíssimos (e super interessantes), os olhos do dragão é uma obra sobre reinos, castelos, príncipes, dragões, lealdade e maldade. 


Fica aqui a nossa dica para você, Que Os olhos do dragão  não sejam a sua perdição, mas sim a sua virtude!

Até a próxima resenha e obrigado pela atenção.

0 comentários:

Postar um comentário